O Perfeccionismo vai Matar suas Ideias

Sabe aquela famosa pergunta nas entrevista de emprego: qual o seu defeito? Especialistas sugerem que você não diga que é perfeccionista, pois pode estar querendo inverter um defeito em uma qualidade. Eu discordo! Ser muito perfeccionista, pode sim ser um obstáculo a ser vencido. Sabe aquela ideia que você tem há tempo, mas não consegue colocar em prática? Aquele sonho antigo de criança que você não realiza com medo do que os outros vão pensar? Aquele projeto nunca lançado, porque ainda tem umas coisinhas para melhorar? Pois é, perfeccionismo não os deixa sair do papel e isso não é nada bom!

No livro “Vai lá e Faz: como empreender na era digital e tirar ideias do papel”, do futurista e multiempreendedor, Tiago Mattos, são citadas 8 das maiores armadilhas para as pessoas que querem tirar as suas ideias do papel. Me identifiquei bastante, acho que estão ligadas a querer deixar tudo “perfeito” antes de executar e quero compartilhar algumas delas com vocês:

O Vale das Ideias: essa é a fase que você está no seu próprio mundinho, amando a sua ideia e se achando genial. Tenho certeza que você já se sentiu assim, eu também já! Entretanto, chega a hora de botar as coisas para funcionarem e ai é que os desafios aparecem. “Qualquer ideia se demonstra muito mais difícil na prática do que lá, no mundo da imaginação. Não demora muito para que ela comece a receber críticas – suas e dos outros” – Tiago. Quando você percebe que o trabalho para colocar aquela ideia em prática será enorme, a frustração aparece. Então, porque não ter outra ideia, e outra e mais uma? Dessa forma, você nunca coloca nenhuma ideia em prática, mas continua nesse ciclo vicioso, que na verdade, não leva a nada.

A Teoria da Toalha Molhada: quando se torce uma toalha molhada, não importa o quanto, sempre sairão mais algumas gotas. Em outras palavras, sempre se pode evoluir a ideia mais um pouco, não é mesmo? “Essa é a tentação: quanto mais você mexe numa ideia, melhor ela parece evoluir e mais perfeccionista você se sente, o que só aumenta a procrastinação” – Tiago. Ele sugere concentrar-se, parar de focar nos detalhes e fechar essa etapa de ideação.

Pensamento Cofre: no passado, guardar as ideias para si era sinônimo de competitividade, pois se ninguém soubesse o segredo, ninguém poderia copiá-lo. Já hoje, vivemos na era da colaboratividade, cocriação de produtos e serviços e filosofias open source. No livro, Tiago comenta que quanto mais pessoas souberem das sua ideia e derem um feedback, melhor será, pois você terá a oportunidade de: validar ou não a sua ideia, prospectar clientes, ajuda a realiza-la mais rapidamente e, ainda, a probabilidade de receber ajuda é maior!

O Fator Multiplicador: as ideias não valem nada, sua execução bem feita é que vale! Acho que isso resume bastante: ideias todo mundo tem, o difícil é fazer acontecer! Isso quer dizer que aquela ideia genial guardada na sua (minha) gaveta não vale nada. Pronto, falei!

FONTE: VISUALHUNT

FONTE: VISUALHUNT

E aí, se identificou com alguma dessas armadilhas? Acho que todos já passamos por algumas delas na vida. Enfim, não é novidade dizer que vivemos em um mundo bastante competitivo, no qual através do acesso digital, temos a possibilidade de equipararmos o nosso sucesso com pessoas de todo mundo. Influenciadores digitais, empreendedores bem sucedidos, milionários, o que joga a nossa expectativa sobre nós mesmos e nossos projetos lá para cima! Entretanto, muitas vezes não enxergamos as tentativas mal sucedidas e os fracassos que todas essas pessoas de sucesso já passaram e apesar disso, continuaram tentando, até conseguirem chegar onde estão.

O perfeccionismo, nesses casos, acaba não sendo um aspecto positivo, mas sim um obstáculo a ser superado para fazer as coisas acontecerem. No Brasil, normalmente, somente o sucesso é destacado e parece surgir do dia para noite, entretanto, a cultura ao erro é fundamental! Por isso resolvi escrever este texto, para inspirá-los a tirar as suas ideias do papel, lançar seus projetos, tentar e ir aperfeiçoando conforme a jornada vai acontecendo! Afinal, melhor feito, do que perfeito, não é mesmo?  

FEATURED IMAGE: VISUALHUNT
GreicePiacini

Greice Piacini
Master em Branding e Comunicação 
e em Ciências do Consumo.
Consultora de Marcas.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s