O poder da empatia

A empatia é uma das atitudes essenciais para criarmos produtos e negócios inovadores.

É a capacidade que nós temos de nos colocar no lugar do outro, sentir o que ele sente como se estivéssemos vivendo a mesma situação. Devemos antes de mais nada nos colocar no lugar do consumidor para o qual queremos criar algo, para compreender suas reais necessidades. E não só isso, identificar quais são suas principais dificuldades naquele assunto que queremos ‘resolver’ com um novo produto/negócio.

joshua-ness-225844
FONTE: UNSPLASH

Exercer a empatia pode ser muito difícil para alguns de nós, porque estamos tão apegados às nossas próprias crenças e julgamentos que acabamos não conseguindo imaginar o que passa na ‘cabeça ao lado’. Só que as nossas crenças só dizem respeito à nossa própria história, experiência, formação, classe social, localização, e por ai vai… Isso que faz com que às vezes pensemos tão diferente um do outro.

A nossa sorte é que, apesar de parecer difícil se colocar no lugar do outro, é como se fosse um músculo! Quanto mais a exercemos, mais fácil fica de utilizá-la nas mais variadas situações. Então mesmo que você neste momento não consiga  ser empático para criar um produto super inovador, você pode começar a praticar HOJE!

São muitas as situações nas quais podemos começar a exercitar o ‘músculo da empatia’. Eu me dei conta de que estava sendo empática quase que por acaso, quando recebi  vários elogios ao orquestrar um Pitch Day, com 22 startups e 50 convidados, entre presidente, diretores e líderes de uma grande empresa, minha cliente na consultoria. Para quem não sabe, um Pitch Day é um evento em que startups selecionadas vão apresentar sua solução inovadora para uma corporação. Geralmente este evento faz parte de um programa maior de inovação.

christian-fregnan-339342FONTE: UNSPLASH

Já ouvi falar de muitos eventos como esse fracassarem, então o elogio foi muito valioso. E eu parei para pensar o que eu tinha feito de especial nesse trabalho em específico.  Duas semanas antes do evento eu já estava super nervosa, porque era uma oportunidade significativa de mostrar o meu trabalho, havia muita exposição e muitas coisas poderiam fugir do meu controle. Toda preparação do evento, articulação com as 22 startups, agenda e operação eram minha responsabilidade. Tudo que eu não podia era me desesperar!

Então, o que eu eu pensei: “como eu sou uma só e são dezenas de coisas que podem dar errado, eu vou me precaver ao máximo”. Assim, eu comecei a pensar  que tipo de dificuldades as startups teriam que poderiam prejudicar o sucesso do Pitch Day e como isso seria contornado por mim.

Uma das dificuldades que eu identifiquei, por exemplo, era do conteúdo apresentado no pitch estar adequado ao Programa de Inovação e, segundo, dos empreendedores conduzirem a apresentação em uma linguagem ‘corporate friendly’. Geralmente startups vem com seu esquema de pitch pronto, a apresentação e o discurso são feitos centenas de vezes da mesma forma, e há certa resistência dos empreendedores em mudá-lo. Entretanto nesta oportunidade específica, precisávamos que apresentação e a linguagem fossem ajustadas para o ambiente corporativo, sem todas aquelas expressões high tech pouco usuais para os diretores da empresa e também precisávamos que a solução fosse apresentada de forma relacionada com os desafios publicados. Se não cuidássemos disso, correríamos o risco de ambos os lados não se entenderem – startups e grande empresa. Uma forma que pensamos de contornar esse risco foi preparar uma reunião e uma material explicativo para orientar as startups previamente. Acabou que esta reunião foi super importante, alinhar as pontas soltas, assim como muitos outros cuidados e preparativos que eu tive que fazer, para que tudo corresse como o planejado.

stefan-stefancik-257625FONTE: UNSPLASH

Esse foi só um exemplo, poderia citar muitos outros em que a empatia foi fundamental para eu me organizar, antecipar e solucionar situações potencialmente perigosas antes mesmo que elas ocorram.

Nesse caso ficou claro para mim o quanto eu utilizei da empatia para que o evento fosse um sucesso. Eu realmente me esforcei para me colocar no lugar e pensar como os diferentes públicos envolvidos reagiriam. Graças a isso eu consegui operacionalizar com maestria um evento que era uma entrega importante para o meu cliente, aumentando assim a minha credibilidade tanto com o cliente, quanto com os empreendedores e com meus colegas de trabalho!

A empatia é um ingrediente fundamental para inovação. Comece agora mesmo a praticá-la em tarefas simples do trabalho, até na vida pessoal. Você verá quão poderosa ela é, sempre que você for empático alcançará o sucesso!

FEATURED IMAGE CREDIT: UNSPLASH
RafaelaSanzi

Rafaela P. Sanzi
Master in Business Administration.
Especialista em empreendedorismo e inovação.
Consultora empresarial.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s