Por que eu não recomendo o livro EMPREENDA SEM FRONTEIRAS, de Bruno Pinheiro.

Quatro horas da tarde no aeroporto de Florianópolis e eu passeava entediada pela pequena livraria do Hercílio Luz. Eu tinha mais 3 horas pela frente para embarcar de volta para casa. Não era raro acontecer, a minha reunião de negócios havia terminado mais cedo do que o esperado.

Ta aí um bom lugar para vender o livro Empreenda sem Fronteiras, nos aeroportos. Foi exatamente lá que eu o comprei.

photography of airplane during sunrise
Photo by Anugrah Lohiya on Pexels.com

Nessa época eu já sabia quem era Bruno Pinheiro. Embora ainda trabalhasse como consultora empresarial, eu já estudava marketing digital há meses. Já sabia quem eram os gurus internacionais e os expoentes brasileiros nessa área. Além de saber quem era o autor, eu já havia assistido as três aulas de lançamento do seu curso online o NOS – Negócio Online de Sucesso.

O problema é que em vídeos e artigos públicos não conseguimos ter profundidade em algum assunto ou conhecer melhor as ideias do profissional. Eu entendo que os livros são uma oportunidade barata para fazermos isso.

Esses foram os motivos porque eu comprei o livro: meu tempo disponível naquela tarde ensolarada no aeroporto da ilha da magia, o grande interesse pelo empreendedorismo digital e a curiosidade pelo conteúdo que esse profissional com tanta reputação online teria a oferecer!

Antes de continuar…. eu preciso te alertar sobre uma coisa.

blur caution close up daylight
Photo by William Fischer on Pexels.com

Cuidado! Este artigo pode conter opiniões controversas.

Este não é um artigo informativo, nem imparcial (se é que isso pode existir). Eu escrevo este artigo com intenção de expressar a minha opinião como leitora e profissional de marketing digital. Este pode ser apenas o meu ponto de vista, a partir da minha particular visão de mundo, conhecimentos e experiências individuais.

Quero deixar claro que de forma alguma pretendo desrespeitar o autor ou lhe causar dano. Apesar das opiniões que seguem, eu respeito e admiro o trabalho do Bruno Pinheiro e sigo o acompanhando de perto.

Dito isso, podemos ir adiante!

5 Motivos pelos quais eu não recomendo este livro
Fonte: Attached Creative

5 MOTIVOS pelos quais eu não recomendo o livro Empreenda sem Fronteiras – Bruno Pinheiro

1. Um livro para encantar, não para ensinar.

Ora ora, Bruno, tome cuidado. Não faça promessas que não podes cumprir. Na realidade ao que tudo indica, o autor nem pretendia responder à promessa da capa do livro. Me parece que sua principal intenção é vender um sonho para depois vender seu método empacotado em um curso online por apenas 3 ou 4 mil reais. Veja só:

  • Título: Empreenda sem fronteiras
  • Promessas:
    • Empreenda online em qualquer lugar do mundo e viva uma vida com horários flexíveis ganhando mais dinheiro do que jamais imaginou.
    • Conheça o método que já transformou a vida de 250 mil pessoas.
    • Saiba como ganhar dinheiro de qualquer lugar do mundo.

Quem não se sentiria atraído por essas promessas?! São afirmações muito magnéticas porque juntam as palavras mágicas: como, dinheiro e liberdade. Como diria o autor, são textos que vendem! Apesar da bela escolha de palavras, não acredito que o autor consiga responder às promessas no decorrer do livro. 

Muito mais do que ensinar algo, o livro pretende encantar o leitor para a oportunidade  de empreender online e depois vender o curso online do autor.

2. A preocupação excessiva em construir autoridade.

Se o primeiro propósito do livro, na minha opinião, é vender o método NOS, o segundo é construir autoridade para o autor. Ele gasta muitas páginas, portante muito do tempo do leitor, afirmando que ele obteve sucesso, que ganhou muito dinheiro, que viajou o mundo, que tem muitos clientes, que os clientes tem sucesso, etc, etc. Eu não acho que não se deva construir certa autoridade em um livro, mas a forma e a intensidade estão certamente desproporcionais no ‘Empreenda sem Fronteiras’. 

Existem livros que são construídos com esta mesma estratégia, porém com mais elegância e leveza no texto. A título de exemplo de livro do mesmo gênero, também de marketing digital, que eu li e recomendo é o Product Launch Formula – Jeff Walker (criador da fórmula de lançamento).

3. Uma escrita sem leveza e sem fio condutor.

Geralmente os livros técnicos, de administração tem este problema. Os autores são especialistas no assunto, não dominam a arte da escrita. A leitura é truncada, mais parece um manual de instruções a ser consultado quando precisamos. Por isso e tão difícil ler um livro técnico do início ao fim. A maioria dos livros de administração, marketing e empreendedorismo propõem-se a isso: ensinar. Então até que podemos aceitar essa ‘manualização’ da escrita, ainda que eu não compre nenhum livro deste tipo.

Na última década tem-se cada vez mais escrito e vendido livros ‘técnicos’ mais envolventes, de escrita leve e fluida, com início, meio e fim.  Poderia dar mil exemplos de autores vitoriosos nesse sentido, o próprio Jeff Walker fez isso muito bem e outro exemplo é o livro ‘Quem matou a Criatividade- Andrew Grant e Gaia Grant’

Infelizmente não acho que o livro do Bruno Pinheiro proporcione uma leitura envolvente, nem manualizada. Parece haver uma intenção lógica nos capítulos, mas se descermos mais um nível, encontramos um texto fragmentado, uma mistura de conceitos superficiais de empreendedorismo digital com depoimentos de clientes, história de vida do autor e  tratamento de objeções. Esse ponto me coloca realmente em dúvida se o autor sem dificuldade em apresentar um plano pedagógico consistente ou se preocupa muito mais com seus argumentos de venda. O pior é que é uma leitura truncada sem ser técnica. Se pelo menos estivesse mais comprometido em realmente ensinar… mas não. Acredito que toda fluidez vai pelo ralo quando se dá maior importância em se fazer notado e vender, do que proporcionar uma experiência e ensino.

4. Superficialidade técnica a nível de livro de negócios.

O livro apresenta dezenas de assuntos que gravitam na órbita do empreendedorismo digital, mas escolhe muito poucos para dedicar-se a explicá-los. Surpreendentemente após duas leituras eu encontrei apenas 2 ideias originais, as quais eu explico a seguir neste artigo. Bruno contenta-se a sobrevoar o empreendedorismo, abordando alguns aspectos do marketing digital, alguns do empreendedorismo, em grande parte explorados superficialmente.

É possível que a superficialidade deva-se pela amplitude da promessa do livro ‘Empreenda online em qualquer lugar do mundo e viva uma vida com horários flexíveis ganhando mais dinheiro do que jamais imaginou’ em 192 páginas sem ser vago.

Também é possível que a superficialidade deva-se pelo público-alvo pretendido: aspirantes a empreendedores, iniciantes no marketing digital, com pouco ou nenhum conhecimento sobre o assunto. Se for esse o caso, o livro peca pela parcialidade com que aborda o empreendedorismo online e marketing digital. Livros para iniciantes podem ser abrangentes e superficiais, mas pelo menos que confira ao leitor uma visão sistêmica e completa do assunto.

5. Eu não consegui me conectar com o autor.

Fica evidente que este é um livro que pretende criar uma conexão emocional do leitor em direção ao autor. Entretanto eu não consegui sentir empatia ou conexão. Olha que eu tinha tudo para me conectar com a história do Bruno Pinheiro: eu sou empreendedora, eu saí do Brasil para se empreendedora e viver uma vida livre das amarras da carteira assinada, vivo na Europa e não pretendo estabelecer uma residência fixa, uso marketing digital no meu negócio. Mesmo assim, com todas estas possíveis afinidades, não me cativou. Nem mesmo a história dramática da morte do pai conseguiu ser escrita de forma emocionante.

Eu senti algo muito parecido com o que eu sinto vendo seus vídeos, que o Bruno é uma pessoa de caráter forte, posicionamento firme e que coloca seu sucesso em primeiro lugar, mas não entrega tudo aquilo que vende em suas palavras. Sinto que há alguma dissociação entre o discurso e prática e isso me deixa desconfortável. Outra coisa que me deixou desconfortável é o tom da linguagem usada, percebo qualquer ar de superioridade que afasta qualquer conexão autor-leitor.

Lembrando que este artigo é de opinião…

Expresso aqui apenas a minha verdade, minhas opiniões baseadas na minha experiência e vivência. Altamente recomendo, se você é interessado no assunto, que adquira o livro e tire suas próprias conclusões.

capa do livro empreenda sem fronteiras, 2 ideias originais contidas no livro
Fonte: Rafaela Sanzi

2 IDEIAS ORIGINAIS do livro Empreenda sem Fronteiras

Tudo na vida tem um lado bom e um lado ruim. Por mais que o ruim possa ser maior que o bom, eu seria injusta se não apontasse as qualidades do livro ‘Empreenda sem Fronteiras – Bruno Pinheiro’. Os pontos fortes do livro são as suas 2 ideias mais originais.

1. EDUCAR PARA VENDER.

Se teve uma coisa que me chamou a atenção e surpreendeu positivamente foi a explicação do autor sobre como usar o inbound marketing para nutrir um funil de vendas. Não é que Bruno Pinheiro tenha inventado o marketing de conteúdo, mas ele explica muito bem para que ele serve. Afinal, porque tantos profissionais e empresas estão priorizando criar conteúdos a simplesmente dizer que seu produto é bom?! Que tipo de conteúdo devemos produzir para o marketing de conteúdo seja de fato uma escada para a venda.

Bruno denomina esta estratégia como Educar para vender: Primeiro entregue valor, depois receba valor. Esta entrega de valor deve conter as dores, os sonhos e as objeções do público alvo. Esses componentes são fundamentais para a a receita dar certo.

2. AUTOMATIZAR PARA GANHAR MAIS E TRABALHAR MENOS

Bom, se você já usa o marketing digital ou se já tem um negócio online sabe que trabalha-se muito! Parece simplesmente uma imensidão de tarefas, rotinas, campanhas, criações, ferramentas, redes sociais, site, emails, mensagens… Dá muito trabalho! Apesar de tudo isso, existem soluções no mundo digital para não sucumbirmos a infinitas horas de trabalho: a automação.

Pode-se automatizar muita coisa no digital, entre elas, os funis de venda. Bruno apresenta no livro a estratégia dos Funis de Venda Permanente, bastante tratado no seu curso NOS. O funil inicia com uma página de captura, oferecendo uma recompensa digital e automaticamente na sequencia apresenta uma oferta, e depois outra oferta e outra oferta. Em uma única oportunidade o consumidor pode comprar 3 ou 4 produtos!! Isso é fantástico porque aumenta a margem de venda, aproveita a oportunidade em que o lead está engajado e tudo automático.

É claro que não há explicação dos pormenores do Funil, por exemplo, o que acontece se a pessoa recusa a oferta. Mas o autor explica muito bem a ideia geral do Funil e mostra de forma ilustrada, que ajuda muito na compreensão.

Ainda não leu o Empreenda sem Fronteiras? Compre o livro e tire suas próprias conclusões.

Se você já leu, Concorda? Discorda? Tem mais a acrescentar? publique sua opinião nos comentários!! 

Por fim, estas são as minhas considerações positivas, neutras e negativas sobre o Empreenda sem Fronteiras.  Eu acredito muito na diversidade e pluralidade de ideias. Ninguém precisa concordar comigo, mas se for discordar, mostre seus argumentos de forma clara e virtuosa.

Eu vou uma leitora ávida, leio muito ficção, desenvolvimento pessoal e negócios. Estes são livros que eu já li e recomendo sobre empreendedorismo e marketing digital:

Siga-me nas redes sociais para ver o que eu ando aprontando no Instagram, Facebook e LinkedIn.

RafaelaSanzi

Rafaela P. Sanzi
Master in Business Administration.
Especialista em empreendedorismo e inovação.
EMPREENDEDORA idealista.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s